Pelo 14° ano consecutivo, Milaré Advogados é o mais admirado no Direito Ambiental na publicação Advocacia 500, edição 2019, da Revista Análise Editorial

A edição de 2019 da Revista Análise Advocacia 500 divulgou o ranking dos escritórios e advogados mais admirados do Brasil e, pelo 14° ano consecutivo, consagra Milaré Advogados em primeiro lugar no Direito Ambiental, juntamente com o nosso fundador, Édis Milaré.  O escritório também foi destacado no Direito Agrário, ocupando a terceira posição. Individualmente, ocupando a segunda posição no ranking Ambiental, foram destacadas as Leading Lawyers Rita Maria Borges Franco e Roberta Jardim de Morais. Na terceira posição, receberam menção as Leading Lawyers Juliana Flávia Mattei e Priscila Santos Artigas.

Dos setores econômicos pesquisados, o escritório foi destacado em 23 deles. Nosso fundador, Édis Milaré, foi destacado em 16 deles, ocupando a liderança em 10.  Rita Maria Borges Franco foi destacada na primeira posição no setor de Concessões e Roberta Jardim de Morais foi mencionada na quinta posição no setor de Transporte e Logística.                                                                                                                          

Por fim, quanto à classificação por Estado, em São Paulo, Milaré Advogados consta como primeiro colocado no rol dos escritórios especializados, a mesma posição de Édis Milaré em relação aos advogados especialistas em direito ambiental. As advogadas Roberta Jardim de MoraisRita Maria Borges Franco e Priscila Santos Artigas ocuparam a terceira posição.

Nossa Leading Lawyer Rita Maria Borges Franco participou hoje (7) da Conferência Brasileira de Mudança do Clima no Recife

No segundo dia da Conferência Brasileira de Mudança do Clima, que ocorre no Recife, nossa Leading Lawyer Rita Maria Borges Franco fez considerações sobre Responsabilidade Civil e Ação Civil Pública no painel sobre “Litigância climática – reflexões sobre o uso da ação judicial para assegurar direitos da crise ambiental”. Em sua apresentação, destacou as dificuldades para a implementação da ação civil pública como instrumento de litigância climática, tendo em vista as limitações processuais que incidem sobre essa ferramenta, destacando também a diferença de posicionamento da jurisprudência quando trata da tutela de mudanças climáticas de forma direta e incidental. O evento se encerra amanhã e tem por objetivo demonstrar o compromisso do empresariado, dos governos locais e da sociedade civil com as metas de redução das emissões de GEE e com a manutenção do Acordo de Paris.

Nossa Leading Lawyer Juliana Flávia Mattei fala no Seminário “Meio Ambiente sob a Ótica das Mulheres” e participa como autora do lançamento da obra coletiva Mulheres Múltiplas

No Seminário “Meio Ambiente sob a Ótica das Mulheres”, realizado hoje na sede do CPRM – Serviço Geológico do Brasil em São Paulo, nossa Leading Lawyer Juliana Flávia Mattei abordou o tema “Os desafios no gerenciamento de áreas contaminadas”, no qual apresentou um panorama histórico sobre o surgimento dessas áreas, denominadas “brownfields”, a partir do processo de industrialização que ocorreu nas maiores cidades do mundo e a posterior desativação desses locais com a migração de grande parte das indústrias para cidades menores. No Brasil, ressaltou os aspectos históricos que suscitaram a ocorrência das áreas contaminadas e detalhou os procedimentos legislativos em vigor que envolvem a matéria. Ainda destacou a experiência do Estado de São Paulo no gerenciamento e reabilitação de áreas contaminadas, identificando cada etapa existente. Também participaram outras especialistas, que discorreram sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos e Segurança de Barragens. Na sequência do Seminário, houve o lançamento do primeiro volume da obra coletiva Coleção Mulheres Múltiplas – Recursos naturais e meio ambiente sob a ótica delas, um projeto que visa a dar visibilidade ao trabalho de inúmeras mulheres brasileiras